Tórósa

by pasmalu

 A CEDEAO e a chefia militar estão a protagonizar mais uma pantomina que não lembra ao diabo. Uma autêntica Tórósa.

Para poder prosseguir a sua colonização económica, iniciada há um ano com o golpe de estado que promoveu e apoiou, a CEDEAO força agora António Indjai a “aceitar” a vigilância maritima da costa da Guiné-Bissau permitindo o roubo incontrolado das nossas riquezas marinhas.

Basta dizer que diariamente são capturadas inúmeras pirogas de pesca de senegaleses e outros pescadores da CEDEAO, a pescar ilegalmente nas nossas águas, acabando por ser libertadas poucas horas depois através de ordens vindas de Bissau, sem descarregar o produto roubado e sem pagar multas. Mal são libertos, recomeçam imediatamente a pesca à frente das autoridades locais, que se limitam a encolher os ombros.

É um fartar vilanagem!

Em contrapartida, a CEDEAO assegura a devida protecção a Indjai, o único que lhes dá garantias de aceitar e calar este roubo escandaloso.

Indjai sabe que o seu caminho chegou ao fim, agora que são os próprios filhos a dizer-lhe para sair do país e refugiar-se lá fora, porque senão vai ser morto em breve e lá se vai a ponta das galinhas e o hotel de Mansoa.

Cada vez há mais militares a dizerem alto e bom som que estão dispostos e a oferecerem-se para colaborar com os americanos na prisão do Indjai e restantes putchistas.

Anúncios