PRS N’Tchóloló

by pasmalu

O PRS brinca ao Carnaval aqui em Bissau. Ao verificar que com o regresso ao funcionamento da Assembleia Nacional Popular começaram a perder terreno e sobretudo PODER, o partido decidiu aplicar a medida proposta pelo porta-voz dos golpistas, Daba Na Walna.

Acabar com o nosso Parlamento, a Assembleia Nacional Popular, e criar uma outra assembleia di tóróssa, a que dão o nome de Comissão Multipartidária e Social de Transição, em que vale tudo.

Lá dentro estarão todos os partidos, mesmo os que não têm representação real dos guineenses, que terão os seus líderes de bancada, e para criar uma atmosfera de “abangãncia”, para não ficarem sozinhos, também entram as organizações da sociedade civil, religiosa, régulos, etc. (A China que se prepare para construir um novo edifício onde caiba todo o pessoal,  e o governo que crie mais um secretário de estado das finanças só para pagar a todo este pessoal parasita).

Os desempregados políticos da nossa praça esfregam as mãos de contentes, pois passam a ter ordenados apenas para apoiar os golpistas. Pare eles o período de transição deverá durar 10 ou 20 anos.  Sim! Assim asseguram as suas pensões.

Esta iniciativa surge como presente para a chegada de Ramos Horta, logo ele que vinha dizendo que a evolução era bem positiva. Senhor enviado especial, tome lá esta para saber no vespeiro em que se meteu. Saiba que os golpistas que detêm o poder nunca abdicarão dele a bem. Ou são corridos pelos militares insatisfeitos (e já faltou mais) ou são corridos à força por tropas do tipo das francesas ou daquelas em quem ela manda (a CEDEAO).

Aí está a verdadeira face do renovado PRS, para quem tinha dúvidas…