Injai fuma ordem de matança de Kumba

by pasmalu

António Indjai sempre considerou Kumba Ialá como um rival, leia-se inimigo, enquanto lider dos balantas, tanto mais que Kumba passou a vida a prometer que colocaria Américo Bubu Na Tchutu como Chefe de Estado Maior das Forças Armadas.

Indjai quer aproveitar este momento para se assumir como único lider tribal, tanto mais que após o Congresso do PRS, Kumba entrou em rampa descendente, tendo já dentro e fora do Partido uma força cada vez maior de opositores disposta a tudo para se ver livre dele.

A tese que foi posta a circular em Bissau para justificar o assassinato do Kumba, é a de que, à semelhança de Savimbi em Angola, só depois do seu desaparecimento é que o país acalmou.

Esta solução é bem recebida no interior do PRS, pois todos sabem que, para ganharem as eleições, é preciso conquistar votos nas outras “raças” e elas nunca votarão enquanto o Kumba mandar no partido.

Um dos maiores defensores desta tese é Artur Sanhá que diz “kâ nó péra. nó matal gósgós”.

A CEDEAO, cansada deste PRS que não lhe obedece, já deu o seu acordo, desde que não a envolvam sequer indirectamente.

Aós i Kumba qui forontá, depois de ter sido ele, durante anos, a ordenar tantos assassinatos neste país.

Advertisements