A Guiné-Bissau em saldo

by pasmalu

Sob a direção de Nando Dódóte, porta-voz do governo da CEDEAO, tem sido um corropio de “investidores” a chegar a Bissau para lançar a primeira (e última) pedra para a construção de empresas fantasma destinadas a lavar dinheiro. Os trapaceiros mais recentes vieram criar um centro comercial de quatro (4) andares (assim a queda é mais rápida e maior), colocaram um tijolo e foram rapidamente apanhar os Falcon com que regressaram a Portugal.

Tambem certos países como a China, aproveitam a oportunidade para se chegarem à frente nos negócios mais sujos que há, com a conivência interessada dos detentores do poder. Serifo Nhamadjo, dito presidente, é socio de uma firma chinesa que anda a desmatar o país de ponta a ponta, metendo a madeira em contentores com os quais se faz acompanhar em todas as matas, fechando-os a cadeado e embarcando-os sem passar pela alfandega e sem pagar taxas.

Há poucas semanas apareceram a boiar ao longo da costa e sobretudo em Cacheu, uma enorme quantidade de peixes mortos. É o resultado do início da exploração secreta de petróleo feita pelo Senegal na costa guineense.

Anda tudo numa roda viva a “pescar” fundo, antes do próximo Golpe que já está em preparação pela ala militar que foi afastada das nomeações de altas patentes.

Anúncios