Presidente de Cabo Verde exige apuramento de responsabilidades

by pasmalu

O presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, disse na Cidade da Praia, que está a acompanhar a situação na Guiné-Bissau, mas que “de todo o modo é muito lamentável, inaceitável, que se continuem a registar actos de violência, que haja continuidade de intervenção de forças militares no processo político na Guiné-Bissau, mas sobretudo temos a lamentar a violência exercida contra pessoas, contra bens, numa demonstração evidente de violação de direitos fundamentais das pessoas, e esperamos que haja apuramento de responsabilidades e que haja a concretização dessas responsabilidades”.

O chefe de Estado de Cabo Verde, considerou ainda que “estes acontecimentos mostram, de facto,  que a situação é de certa forma complexa  e difícil na Guiné-Bissau,  que uma solução definitiva e duradoura tem que passar por uma intervenção mais firme, mais determinada, da comunidade internacional, nomeadamente das nações unidas.

Jorge Carlos Fonseca, disse ainda que está convencido de que, “sem uma intervenção das Nacões Unidas que seja forte, decidida, interessada, pode levar a que a situação se deteriore e depois não haja controle de possíveis soluções para aquele país. Infelizmente o povo da Guiné-Bissau está a sofrer há muitos anos,  e qualquer solução deve ter em conta a defesa dos interesses dos guineenses, e mais nada”.