“Presidente” Indjai foronta!

by pasmalu

A aguardar! É como todos estamos. A iminência de um (contra-)golpe provoca um estado de ansiedade em todos nós. Certo, é que o actual estado de coisas vai em breve alterar-se. Por agora, os quartéis continuam de prevenção, para a qual muito contribuiu a questão da promoção e atribuição de patentes, o que está a pôr os militares em polvorosa e a fazer muitos… muitos descontentes.

O próprio Indjai, para tentar manter unidos os seus “fieis” militares unidos, insiste diariamente na iminência de um golpe, fazendo circular que ele vai ocorrer “no dia seguinte”. Claro que o golpe a que alude, é atribuído a  Carlos Gomes Junior, só que ninguém consegue descortinar qual o interesse do primeiro-ministro legítimo em fazê-lo, já que até se dá ao luxo de pedir uma força de intervenção no âmbito da ONU, e de representar o país na Assembleia Geral e no encontro alargado sobre a Guiné-Bissau.

A haver golpe, e a probabilidade é cada vez maior, toda a gente sabe, será orquestrado pelos narcotraficantes, com o apoio dos seus homens de mão, nomeadamente Bubo Na Tchuto, indefectível apoiante do Kumba Yalá. Indjai, sabe-o bem! São eles que têm tudo a perder. Por isso, decidiu reforçar a sua segurança pessoal com quase um pelotão de “n’haies” vindos do quartel de Mansoa.

Aliás, não é só o general que anda incomodado. As altas patentes andam com as calças na mão com medo do famigerado contra-golpe, passando todos a dormir nos quartéis respectivos. Talvez aí seja mais seguro, embora não a 100 por cento, como se demonstra pelos casos do passado. Mas, com armas na mão sempre podem ripostar…