Si vis pacem, para bellum

by pasmalu

(se queres a paz, prepara a guerra)

Descentralizar… uma moda que pegou até no Senegal. Maky Sall, o novo chefe de Estado, realizou ontem, em Ziguinchor, um conselho de ministros e anunciou que se encontra prestes a negociar com as diferentes facções do MFDC, o Movimento das Forças Democráticas de Casamansa.

Claro que o mote, foi o anúncio de Salif Sadio, um dos principais chefes dos rebeldes, de abrir negociações com o governo de Dacar, mas Sall aproveitou a reunião de ontem para anunciar estar já em contacto com outros chefes, como César Atout Badiate e Ousmane Niantang Diatta.

Nesta evolução, não será estranha, a existência de forças senegalesas no nosso país, conhecendo-se o desejo de há muito, dos militares senegaleses, de cortarem a natural “protecção” guineense aos rebeldes de Casamansa. Aliás, a possibilidade de uma intervenção militar a partir de território guineense, tem vindo a ser admitida por diversos observadores, pelo que se pode dizer que a máxima latina “se queres a paz, prepara a guerra”, está a ser seguida à letra.

Fontes: http://www.pressafrik.com/Casamance-Maky-Sall-pret-a-negocier-avec-le-MFDC_a85050.html

http://www.lesoleil.sn/index.php?option=com_content&view=article&id=17293%3Aretour-de-la-paix-en-casamance–le-gouvernement-est-ouvert-au-dialogue-avec-tous-les-combattants-du-mfdc&catid=78%3Aa-la-une&Itemid=63