Assim se começa a prolongar o período de transição.

by pasmalu

O assalto ao Centro de Documentação (onde são emitidos os bilhetes de identidade) que está a ser noticiado, onde foram roubados 11 computadores com dados de todos os guineenses, bem como outro material, leva a questionar-nos a quem interessa tal crime.

Não é preciso desbobinar muito para perceber quem foram os autores “morais” e “materiais. Mais do que a “fabricação” eleitores novos ou fantasma, o objectivo parece ter sido claro: ATRASAR INDEFINIDAMENTE O ACTO ELEITORAL QUE DEVIA REALIZAR-SE AO FIM DE UM ANO DE “TRANSIÇÃO”. Ao que parece, os “ladrões” ter-se-ão esquecido do servidor central, onde tudo é armazenado. Será que uma possível reverificação dos dados, prolongando-se no tempo, não vai ter o mesmo efeito? E quem os guardará? Os próprios ladrões!